Envolva-se

Todos podemos contribuir para um trânsito seguro e sustentável, transitando consciente, usando bicicleta, apoiando as iniciativas, cobrando do poder público entre outras medidas.

A Cicloiguaçu se propõe a ser uma união de forças – ter a consciência de que nós, ciclistas, juntos e organizados, podemos mais que sozinhos. De fato, desde nossa fundação em 2011 já pudemos ver muitos avanços na questão da ciclomobilidade em Curitiba, seja em medidas tomadas pelo poder público, seja com relação à consciência e opinião geral da população com relação ao modal bicicleta.

Para contribuir

  • Divulgue a Cicloiguaçu
  • Seja nosso voluntário
  • Associe-se à Cicloiguaçu

A associação na Cicloiguaçu pode ser trimestral (R$ 30,00 a 50,00), semestral (R$ 60,00 a 250,00) ou anual (R$ 300 a R$ 3.000,00). É necessário preencher um cadastro, que se encontra no seguinte formulário online.

  • Para uma quantia maior, pode-se fazer uma doação. Por favor, entre em contato.

 

Dados para depósito:

Banco do Brasil
Ag 3262-X
CC 29.236-2
CNPJ 16.988.975/0001-00

Nenhum comentário


  1. OLÁ
    FAÇO PARTE DA ACCI- Associação Ciclística Cataratas do Iguaçu, E A POUCO TEMPO RECEBEMOPS OS AMIGOS CICLISTAS CRIS E ADELA, ELES ESTÃO PEDALANDO PELO MUNDO HÁ 2 ANOS E 9 MESES, MAIS DE 26.000KM, E ESTÃO CHEGANDO EM CURITIBA AMNHÃ, SERÁ QUE VOCÊS PODERIAM DAR UM APOIO A ELES, COM DICAS DE PASSEIOS E LOCAIS ONDE ACAMPAR E PASSAR A NOITE.
    TELEFONES DE CONTATO:
    CHARLES 045 99421074 (TIM)
    CRIS E ADELA 045 91188408

    ATECIPO AGRADECIMENTOS PELA ATENÇÃO

    CONTINUEM PEDALANDO

    Responder

    1. Caro Charles,
      Aqui na cidade de Aquidauana-MS tivemos a honra e o prazer de receber como hóspedes a Adela e o Kris durante uma semana, quando realizamos diversos passeios. São grandes pessoas, aprendemos muito com eles. Deixaram saudades.
      Abraços,
      Ramão Portes – portesramao@hotmail.com

      Responder

  2. Bom dia, sou estudante de medicina da UFPR, e estamos realizando um artigo sobre os acidentes com ciclistas e estrutura de ciclovias em Curitiba, comparando com outras cidades mundiais referência nesse tipo de transporte, porém um dos problemas que estamos enfrentando é saber aproximadamente a quantidade de ciclistas em Curitiba. Se for possível, queria saber se vocês tem essa informação ou qualquer outra que possa nos ajudar na realização desse artigo.
    Desde já agradeço. Aguardo resposta via e-mail

    Responder

  3. Olá pessoal,
    Gostaria de saber se vocês tem alguma ação referente a doação de bicicletas. Explico melhor: quero verificar aqui no prédio onde moro se algum morador quer doar sua bicicleta. Isto porquê o bicicletário está lotado de bicicletas que estão empoeiradas e com os pneus prá lá de murchos. Eu gostaria que os moradores fizessem as doações para que o bicicletário pudesse ficar mais organizado. Por isto gostaria de saber se vocês tem alguma ação para encaminhar estas bicicletas. Claro que elas são usadas e algumas estão em mal estado. Em todo caso não sei se conseguirei alguma doação, mas acredito que sim pois fizemos algo parecido no meu local de trabalho e conseguimos várias bicicletas. Mas foi uma ação isolada e agora não tenho destino, caso eu consiga alguma doação.
    Abraços!

    Responder

    1. Olá Waldeir, por favor procure o Fernando Rosenbaum, da Bicicletaria Cultural (http://bicicletariacultural.wordpress.com/), rua Pres. Faria, 226, Centro, (41) 3153-0022. O Fernando está liderando um projeto chamado “Plano das Bikes Brancas”, que tem por objetivo reformar bicicletas velhas ou de doação, pintá-las de branco e utilizá-las como bicicletas brancas comunitárias, mais ou menos como foi feito na Holanda na revolução da bicicleta nos anos 1965-67, com os Provos.

      Caso você queira emprestar uma bicicleta branca, hoje já é possível, basta ligar para a Bicicletaria Cultural e, caso haja alguma bicicleta sem uso, você poderá emprestar sem custo.

      Um abraço, Vinicius

      A primeira bike branca - Holanda 1965

      Responder

    2. Puxa que excelente idéia Waldeir. Espero que o pessoal da ciclo Iguaçu tenha algum projeto nesse sentido! Eu adorei!

      Responder

  4. Boa tarde,

    A SOS ID é uma empresa de identificação e segurança. Nossos produtos são
    pulseiras de identificação para corredores e ciclistas e tem a função de
    fornecer informações imediatas no caso de uma emergência.

    Gostaríamos de desenvolver uma parceria com vocês divulgando nosso produto
    em seu site e no seu facebook e fornecer um link onde cada venda efetuada
    a partir desse link gera para vocês uma remuneração de 20% sobre o valor
    da venda.

    Nós nos encarregamos de captar o pedido, efetuar a gravação, embalar e
    enviar e você pode oferecer a seus usuários, clientes, amigos e parceiros
    uma excelente solução para identifica-los com segurança.

    Gostaria de um número de telefone para que possamos conversar melhor sobre
    o assunto.

    Grato,

    Responder

  5. ola me chamo erivelto e sou de Aracruz ES e sou usuario de bike como ferramenta de luta e transporte em tempos tão sombrios.ha um mes estou em cwb terminando meu TCC e gostaria de ver se alguem tem um capacete de bike para me emprestar ate a ultima semana dezembro.sou conhecido do fernando,goura…
    ja tenho uma bike aqui

    Responder

  6. Prezados Senhores!
    Sou totalmente contra esta campanha para conscientizar os ciclistas para continuarem a pedalar nas canaletas; porque a realidade é outra; canaleta não é lugar para bicicleta. Pedala-se com mais segurança nas ruas de Curitiba, do que nas ciclovias.

    Jarbas Roberto Batista Engº Mecânico – ciclista

    Responder

  7. Bom dia, estou tentando fazer uma trabalho de orientação na 7 de setembro, com os motoristas mas esta complicado, hoje sexta 09/05/2014 nao respeitam a faixa vermelha mesmo com farol luzes traseira sirene isto mesmo nao buzina, nao obedecem a faixa vermelha, a prefeitura tem de fazer um trabalho de concientização dos motoristas voces concordam

    Responder

    1. Bom dia Noerli,

      Parabéns pela sua iniciativa. Realmente vai ser necessário um trabalho de orientação, educação e fiscalização quando as obras da sete de setembro forem concluídas.

      Vamos acompanhar e cobrar isso do poder público. E contribuiremos no que for possível para fazer o melhor trabalho possível.

      Você já faz parte de CicloIguaçu? Gostaria de participar?

      Responder

  8. Sim assim que possivel participarei com voces ok
    obrigado pela consideraçao ao meu projeto 7 de setembro para bikes

    Responder

  9. Oi pessoal, vi um programa vida em ação e achei bem interessante este apoio, incentivo para pedalarmos, sou atleta e personal trainer, moro em São José dos Pinhais e pedalo praticamente todos os dias para ir ao banco, levar o filho na escola, escolinha de futebol, trabalhar, enfim, minha bike eu uso pra caramba!!!
    Precisamos construir mais canaletas para pedalar, atravessar a Cidade, enfim.. poder pedalar de fato com segurança!!!
    PARABÉNS, tamo junto e gostaria de saber a onde posso arranjar o adesivo amarelinho sobre o 1,5mt de segurança CARRO/BIKE!
    aguardo e-mail pois não tenho face…
    abraços à todos os adeptos que pedalam!

    Responder

    1. Olá Cesar,

      Parabéns pelo seu estilo de vida. Realmente precisamos fortalecer essa rede. Temos um representante da CicloIguaçu em São José dos Pinhais. Você pode entrar em contato com ele para saber mais informações:
      Cristiano Pedro Rosa – sjp@localhost

      Em relação ao adesivo, você pode retirar na sede da CicloIguaçu: Rua Presidente Faria 226 ou talvez com o próprio Cristiano.

      até mais

      Responder

  10. Legal, estamos juntos nessa!!! Ah e sou fisiologista, o que vcs precisarem de informações sobre quando alongar, o que comer, treinos, etc, é só entrar em contato.
    Outra coisa, como faço para achar o rapaz aqui em Sanjo para pegar o adesivo?
    Abçs
    Prof Cesar

    Responder

  11. Bom dia, estou tentando fazer um trabalh na 7 de setembro mas ta dose, mesmo com uma sirene de 120 db preciso berrar que e ciclovia faixa vermelha, hoje mesmo 19/05/2014 de manha

    Responder

    1. Eu prefiro calçadas compartilhadas, acho mais seguro.

      Responder


  12. Boa tarde Senhores

    Moro proximo a linha verde norte que ainda está em obras, vejo que não há espaço para ciclovia, gostaria de saber se a Ciclo Iguaçu já fez algum projeto pra linha verde norte? Caso não exista nenhum estudo seria interessante pois ligaria todo o entrono de Curitiba por esta via entre o Atuba até o Pinheirinho. Grato Parabéns pelo trabalho de voces em prol de uma cidade melhor.

    Responder

    1. Boa tarde Joaquim,

      Realmente essa é uma ligação importante. Pretendemos continuar a cobrança do poder público e órgãos responsáveis como o IPPUC para que seja concretizada uma malha cicloviária coerente e melhor projetada do que obras como a ciclovia zigue-zague num trecho da linha verde.

      Responder

  13. Olá amigos ciclistas, gostaria de uma força da cicloiguaçu para colocar sinaleiro para bicicletas em alguns pontos da cidade como por exemplo na travessia das rápidas que vão e que vem de Santa Cândida com a ciclovia ao lado da linha férrea, pois nas horas de pico está quase que impossível de atravessar pois os automóveis não dão passagem às bicicletas.

    Obg.

    Vinicios Hyczy do Nascimento.

    Responder

    1. Olá Vinicios,

      Obrigado pelo contato. Vamos conversar mais pra entender qual a melhor forma da gente ajudar.

      Se você tiver os endereços específicos e fotos ajuda bastante a gente.

      Convido você também a se associar, possibilitando que a gente tenha capacidade de continuar lutando pela ciclomobilidade.

      abraço

      Responder

  14. Oi pessoal, tenho uma bike speed 100% carbono para vender, ela é profissional e nova,. Preço de R$15.900,00 por R$9.900,00, acompanham alguns acessórios, pneu reserva, câmara, bomba, marcador velocidade wireless, etc…se houver interesse me escrevam. Abçs

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *